terça-feira, 31 de maio de 2011

LUIZ WILSON LANÇA MAIS UM NOVO CD


Para comemorar seus 25 anos de carreira como artista, o poeta Luiz Wilson lança mais um cd, intitulado SOU SERTÃO SOU BRASILEIRO, o décimo primeiro de sua trajetória musical.
Coroando toda essa luta, ocorrerá na próxima Sexta-feira dia 03/06 a super-festa do Show de Lançamento que contará com as participações de convidados do Cd além de Téo dos Oito Baixos; Trio Alecrim; Emídio Santana e da dupla de emboladores Peneira e Sonhador. Sem dúvida, será uma grande festa, e mais uma vitória para todos que apreciam, respeitam e consomem a cultura brasileira.

SERVIÇOS:
Restaurante feijão de Corda Jabaquara
Av. Santa Catarina, 2.343 / próximo ao Hospital Santa Marina.
Dia e data: Sexta-feira dia 03/06
Entrada franca
Horário: 21:00h
Mais informações: www.luizwilson.wordpress.com

segunda-feira, 30 de maio de 2011

CORDEL NA FEIRA DA USP LESTE


Aos poucos o cordel está ocupando os espaços que nunca ocupara antes. Chegamos a feira de livros da USP Leste, um evento ocorrido entre os dias 25 e 28 de maio. Valeu a pena, foi muito importante tanto para nós poetas, quanto para as centenas de pessoas que passaram pelo stand da Luzeiro. Muitos se alegravam com a presença do cordel, outros confundiam-no com quadrinho, enfim percebemos que há muito para se fazer, todavia já estamos fazendo algo.
Foi importante a contribuição do Aderaldo Luciano, Josué, Nando, Cleusa, Pedro Monteiro.

domingo, 29 de maio de 2011

ALFORJE É O NOVO CD DE ALDY CARVALHO



O cd já está disponível e como escutei posso recomendar e dizer que está um primor. Dão músicas belíssimas que fazem bem a qualquer um. A minha preferida é Sina de Cantador, mas cada uma tem a sua beleza indelével. Você pode adquiri-lo entrando em contato com o autor pelo email pazink@globo.com ou através do tel. (11) 95134268 com Lenir. O cd já está disponível para todo o Brasil, on-line pelo site da Livraria Cultura www.livrariacultura.com.br

ALFORJE: Todos nós carregamos um alforje e nele nossas coisas, tangíveis e intangíveis, materiais e imateriais, preciosidades, significantes e significados.
Na nossa jornada, seja no início ou já bem longe léguas percorridas, de partida ou de chegada, todos carregamos um alforje.

Mais sobre Aldy

quinta-feira, 26 de maio de 2011

MAXADO LANÇA CORDEL PELA LUZEIRO



MAXADO LANÇA CORDEL PELA LUZEIRO


SACI E BICHO FOLHARAZ NO REINO DA BICHARADA

A editora Luzeiro lança pela primeira vez um trabalho do importante cordelista Franklin Maxado Nordestino, um dos pioneiros do cordel na cidade de São Paulo. A Luzeiro tinha essa dívida com Maxado, mas que agora, graças a sensibilidade de Gregório, está sendo saldada. E Maxado inaugura uma nova fase nos cordéis de 16 páginas, que serão, a partir de agora coloridos igualmente os de 32 páginas.

No tempo em que os bichos
Falavam igual ao homem,
Da espécie de animais
Que a outros muitos comem,
Infernizam as suas vidas
E até os seus consomem,

O mundo era um paraíso.
Mas ficou tão diferente
Após o homem pensar,
Deixar de ser inocente,
Pra se tornar perigoso
Como na vida presente.

Pois hoje só quer ganhar.
E lucrar com exploração.
Faz até guerra pra isso
Só visando a ambição,
Escravizando os mais fracos
Pra ter mais satisfação.

Quer conhecer o resto da história? Compre o livro.
Contato com a Editora Luzeiro Ltda.
Tel/Fax: (11) 5585-1800/5589-4342

segunda-feira, 23 de maio de 2011

III ENCONTRO DE ESCRITORES CORDELISTAS


NA BIBLIOTECA BELMONTE

Encontro do público com o poeta cordelista VARNECI NASCIMENTO e suas construções literárias e que tem como pano de fundo: o Cordel (manifestação impressa em versos metrificados e rimados), a exposição de folhetos, a xilogravura, a leitura de cordel e a poesia tradicional nordestina

SERVIÇO
5ª. FEIRA Dia 26/05 , 19h
Rua Paulo Eiro, 525 - junto às Pça. Floriano Peixoto - Santo Amaro
Fones: 5687-0408 -
Email: bmbelmonteculturapopular@yahoo.com.br
bmbelmonte@yahoo.com.br

sexta-feira, 20 de maio de 2011

POETISA CLEUSA SANTO LANÇA MAIS UM CORDEL



SÚPLICA DE UM PAPAGAIO

Desta vez a poetisa foca em sua obra a preservação dos animais. Numa linguagem simples e bonita a autora conclama a todos para cuidar com mais amor da natureza. Vale a pena conferir mais este título da editora Luzeiro que pode ser usada em qualquer escola para enriquecer a aula.

— Eu só peço, por favor,
Um pouco de atenção.
Sou um Papagaio jovem
Vivendo sem instrução.
Eu já tive liberdade,
Hoje vivo na prisão.

Ainda muito pequeno,
Num galho verde brincando,
Quando uma mão muito forte
Foi rápido me sufocando.
Apertava o meu pescoço,
Depois foi me carregando.

Colocaram-me num saco,
Eu fiquei desesperado.
Gritei e gritei bem alto.
Falaram: — Fique calado!
Eu ouvia alguém dizer:
— Cala a boca, seu safado!

Quer conhecer o resto da história? Compre o livro.
Contato com a Editora Luzeiro Ltda.
Tel/Fax: (11) 5585-1800/5589-4342

quinta-feira, 19 de maio de 2011

O JOVEM ENCARCERADO E O CORDEL ENCANTADO


A construção de um cordel é surpreendente, porque quando poeta Josué e eu, pensamos em escrever esta história, o enredo traçado era totalmente diferente de como saiu. A narração flui por um caminho que para nós era ignoto, mas no fim nos surpreendemos.

(...)

— Se não for pedir demais,
Vovó, me conte uma história,
Na qual o amor ao próximo
Seja a coroa da glória
E prestar ajuda aos outros
Seja o signo da vitória.

— Estela, se assim deseja,
Farei o que me compete,
Sem omitir os detalhes,
Tampouco jogar confete
Sobre aquele que foi preso,
Mas foi solto por Ivete.

Quer conhecer o resto da história? Compre o livro.
josuegaraujo@gmail.com
Contato com a Editora Luzeiro Ltda.
Tel/Fax: (11) 5585-1800/5589-4342


quarta-feira, 18 de maio de 2011

sábado, 7 de maio de 2011

ROMEU E JULIETA: MAIS UM CLÁSSICO LANÇADO



Chegou a vez do poeta repentista Sebastião Marinho se lançar no mundo do cordel e isto ocorreu na Livraria Novasete, com o título Romeu e Julieta, da Coleção clássicos em cordel da editora Nova Alexandria. Foi um evento muito bom, pois além do cordel tivemos repente nas vozes do próprio Sebastião, Luzivan e Andorinha. Cada vez mais o cordel conquista leitores e contagia as pessoas, desde as crianças aos idosos.
Estiveram presentes além do público em geral e amigos do Bastião, os poetas: Josué Gonçalves, Pedro Monteiro, Cícero Pedro de Assis, Marco Haurélio, Moreira de Acopiara e João Gomes de Sá, bem como o escritor José Santos, o aboiador Zé de Zilda, enfim foi uma tarde muito agradável para todos nós.
Na foto Sebastião Marinho, (autor da adaptação) e o ilustrador da obra Murilo Silva.

terça-feira, 3 de maio de 2011

JENÉRSON ALVES TEM TRABALHO LANÇADO PELA LUZEIRO


O poeta pernambucano acaba de lançar carta a uma amiga suicida, trabalho escrito em décima que começa assim:

Eu estou comovido até agora
Pela triste notícia recebida.
Por que tu destruíste a própria vida
Sem motivo nenhum, antes da hora?
Em silêncio, meu peito ainda chora
E eu não sei se suporta tanta dor.
Se eu tivesse uma chance, talvez por
Um instante eu iria te lembrar
Que é possível a vida melhorar
E tu és joia rara de valor.

Eu queria te dar força e coragem,
Dar afeto, vigor e paciência,
Enfrentar ao teu lado a turbulência,
Dividir todo o peso da bagagem,
Te mandar por e-mail ou por mensagem
Palavrinhas reais de gratidão,
Te dar beijos na face como irmão,
Demonstrando o valor de uma amizade,
Repartir minha vida na metade
Transplantando pra ti meu coração.

Jénerson Alves nasceu a 20 de junho de 1987, em Palmares-PE. Reside em Caruaru desde 1988. Aprendeu a ler sozinho, aos 4 anos de idade. Seus primeiros versos foram escritos aos 13, participando de festivais e saraus escolares. É autor de vários cordéis e tem dois CDs de poemas declamados: Sementes de amor e Do clássico ao matuto, este em parceria com Nerisvaldo Alves. Formou-se em Jornalismo pela Faculdade do Vale do Ipojuca (Favip) e cursa pós graduação em Gestão Pública, na Faculdade Educacional da Lapa (Fael). É repórter do Jornal Extra, de Pernambuco e assessor de comunicação do Colégio Interativo de Caruaru.

segunda-feira, 2 de maio de 2011

OSAMA BIN LADEN EM CORDEL


A morte do terrorista Osama Bin Laden me fez “retirar dos meus guardados”, como diz o poeta Pedro Monteiro, os dois cordéis que escrevi após os atentados de 2001. Na época era um iniciante no cordel, agora um eterno aprendiz. Relendo algumas estrofes, vejo o quanto precisam ser mudadas para uma futura publicação, caso isso venha a ocorrer. A capa que ilustra esta notícia é na verdade do segundo cordel intitulado O TERROR NOS ESTADOS UNIDOS E O SEU TERROR NO MUNDO. Nada justifica o que Bin Laden fez em sua carreira terrorista, mas também não é nada pior do que os sucessivos governos americanos têm feito pelo mundo, espalhando morte, ódio e opressão. Disso, lamentavelmente, até nós poetas, falamos pouco, e nossa omissão clama aos céus.
Eis algumas estrofes:

Quem é, e o que fazia?
Antes de se transformar
No terrorista de porte
A ponto de abalar
O Império Ocidental
De forma tão singular?

(...)

É o décimo sétimo filho
De um grande construtor
O MOHAMED BIN LADEM
Foi o infeliz genitor
Do filho que no futuro
Seria o pai do terror.

domingo, 1 de maio de 2011

LANÇAMENTO: ROMEU E JULIETA EM CORDEL


Shakespeare em Cordel 

O mais novo lançamento da coleção Clássicos em Cordel é uma versão poética de uma das obras mais conhecidas da literatura universal, o drama teatral Romeu e Julieta, de William Shakespeare. Escrito por Sebastião Marinho, grande nome do repente nordestino, a adaptação poética da famosa peça é voltada, principalmente, para o público infantojuvenil. 

Sebastião Marinho soube extrair da peça shakespeariana toda a grandeza trágica. Ao mesmo tempo, sua recriação traz elementos novos que mostram que o poeta não quis simplesmente apresentar uma cópia, em versos rimados, da obra explorada pelo cinema e pela própria literatura. O autor do cordel, ao descrever a jovem Julieta, produziu estrofes primorosas, como esta: 

A personificação 
De Vênus, Ísis, Latona. 
Se Leonardo da Vinci 
Exagerou na Madona, 
Deus acertou na beleza 
Da jovem flor de Verona! 

A versão poética de Romeu e Julieta será lançada dia 7 de maio, na Livraria Novesete da Vila Mariana. O evento terá a presença de grandes nomes da poesia popular, incluindo autores de outras adaptações da coleção Clássicos em Cordel. 

============================================ 
Sebastião Marinho da Silva nasceu em 10 de março de 1948, no Sítio Bonsucesso, Solânea, Paraíba. Ainda criança costumava assistir às apresentações dos mestres do repente no pé de serra em que nasceu. Desde a adolescência fez do repente profissão e, hoje, vivendo em São Paulo, dirige a União dos Cordelistas, Repentistas e apologistas do Nordeste – UCRAN. 

Serviço: 

Onde? 
Livraria Novesete 
Rua França Pinto, 97, Vila Mariana, São Paulo-SP. 

Quando: 7 de maio (sábado), às 16h. 

Contato: 
Tel/fax 5573 7889 / 3567 4344. Email: info@livrarianovesete.com.br

Fonte: http://fotolog.terra.com.br/marcohaurelio