terça-feira, 21 de outubro de 2014

CORDEL NO MEMORIAL

Aconteceu dia 20/10/14 mais um encontro sobre cordel, no Memorial da América Latina. Dessa vez o convidado por João Gomes de Sá foi Ybis Maceio, cantor e compositor alagoano, que sempre esteve perto dessa arte literária. Participou de vários encontros da Caravana do Cordel cantando e encantando a pleteia. Os dois poetas discutiram a respeito do cordel na sala de aula e da importante relação do cordel com a música que sempre foi muito estreita. Estudantes e professores participaram do encontro e para o próximo mês a data já está marcada e fica o convite para todos.























domingo, 19 de outubro de 2014

SARAU NO CIRCUITO DO SOM

Juntamente com os poeta João, Paulinho, Whiron e Mister Fioti, entre outros, participei no último dia 18 do Circuito do Som, quase chegando em Parelheiros. Um espaço interessante onde a juventude daquela região faz sua balada mensal. O evento é organizado por uma equipe e o nosso amigo Rui Torquato é um deles, e por isso me convidou para que antes que começasse o rock juntamente com os poetas supracitados fizéssemos um sarau. Foi importante levar a poesia a outro grupo que está mais acostumado com a música. É salutar encontrar-se com outros poetas que não são da seara do cordel, porque percebemos o quanto a poesia está viva e fisgando as pessoas em todos os meios sociais. Ver um jovem como o Whiron semeando poesia, o Paulinho, João além de outros poetas que estavam lá é muito importante. Obrigado aos organizadores do evento que nos possibilitaram mais este momento de contato com as pessoas que apreciam a música e agora também a poesia.
























quinta-feira, 16 de outubro de 2014

SAPIRANGA CONVIDA

Aconteceu no Memorial da América Latina mais uma edição do Sapiranga ConVida e pela primeira vez pude comparecer para prestigiar este talentoso amigo que tem espalhado a boa música e também a literatura por onde passa. Nesta quinta feira o baiano recebeu o Grupo Gangorra e Osso Banda. Foi um evento muito bom e cheio de versatilidade porque teve música infantil e adulta numa misturo maravilhosa de se ouvir. Apesar de indo como plateia, o Sapiranga não me deixou escapar sem subir ao palco. Obrigado amigo e a produtora Marina.