quinta-feira, 28 de agosto de 2014

VISITANDO A BIENAL DO LIVRO 2014

Nesta quinta feira fui visitar a Bienal do Livro de São Paulo e ver as novidades do mercado editorial, é tanta coisa que chega dá água na boca. É bom ver que as pessoas buscando cada vez o mundo mágico da leitura, crianças, jovens e adultos viajando por esta estrada de encantamento e magia sem sair do lugar,a penas no gesto de mudar uma página e mergulhar em sua narrativa. Participei do lançamento do livro O MENINO DO DINHEIRO EM CORDEL do amigo José Santos, uma adaptação da obra de Reinaldo Domingos e ilustrado por Luyse Costa. O evento contou ainda com a participação de Sebastião Marinho e Lusivan Matias que abrilhantaram cantando de improviso para os participantes. Parabéns aos autores e a editora Dsop por valorizar a arte do cordel.








quarta-feira, 27 de agosto de 2014

PALESTRA NO COLÉGIO DOM DUARTE UM SHOW DE ALEGRIA


A convite da professora Elisabete, mais uma vez retornei ao Colégio Dom Duarte. Desta vez o bate papo foi com as turmas da EJA, cheias de simpatia e vontade de aprender. Foi gratificante encontrá-las buscando formação para galgar patamares melhores, jovens e adultos que mesmo cansados, de um dia exaustivo de trabalho, não se deixam abater e acreditam na educação e que investir neles mesmos vale a pena. Presenteiam-se com a alegria do aprendizado. Para exemplificar cito o Josias, motorista de ônibus, neste trânsito caótico de São Paulo, e ainda assim, todos os dias está na escola ávido por fazer novas viagens através dos livros. Semelhante ao Josias são os demais alunos, pois no meio deles há donas de casa que buscam uma formação mais adequada para terem melhores chances na vida ou pelo simples prazer de aprender. Parabéns a todos, me encantei e me emocionei com vocês. Creiam nos seus sonhos, sonhar vale a pena e alimentar o sonho é a certeza de que podemos reconstruir rotas e traçar novas metas. Ah não posso esquecer o Murilo que até cantou a música de Amazam intitulada NO PEITO DA CABRITINHA, deve ser lembrando alguma coisa do passado, não sei de quem, mas acho que é passado.






















domingo, 24 de agosto de 2014

QUARTA SEMANA ELIAS JOSÉ EM GUAXUPÉ

QUARTA SEMANA ELIAS JOSÉ EM GUAXUPÉ

Juntamente com o poeta João Gomes de Sá, estou participando da QUARTA SEMANA ELIAS JOSÉ, realizada na cidade de Guaxupé – Minas Gerais. Já tivemos contato com aproximadamente seiscentos estudantes do ensino fundamental aos que estão na faculdade. Hoje a noite será a vez de encontrar os educadores da cidade. Um dos mais importantes eventos literários da região, faz uma grande amostra da obra desse filho ilustre da cidade, e agora também traz o cordel para estas bandas mineiras. Durante toda a semana, além de uma visita monitorada, em que os alunos terão contato, com diversas imagens que são capas dos mais tradicionais cordéis do Brasil, a exemplo do Pavão Misterioso, terão palestras sobre esse gênero literário que vem encantando milhares de leitores pelo Brasil inteiro. Obrigado aos organizadores da festa por incluir o cordel neste grande evento.


PALESTRA O CORDEL NA SALA DE AULA

No segundo dia, participando da QUARTA SEMANA ELIAS JOSÉ o escritor João Gomes de Sá deu palestra para educadores e estudantes a respeito de como usar o cordel na sala de aula. Participei com ele deste importante acontecimento e os alunos e professoras saíram encantados com a riqueza do cordel. Foi um momento rico de troca de aprendizagem onde tivemos a possibilidade de levar o cordel a outros públicos e percebermos o quanto esse gênero literário encanta as pessoas. Após a palestra diversas alunas adquiriram livros de cordel para conhecer mais e melhor essa literatura encantadora. Obrigado a todos pela presença e pelo acolhimento com o qual temos sido recebidos durante este importante evento cultural em Guaxupé – Minas Gerais.

EXPOSIÇÃO GUIADA SOBRE CORDEL

Dentro da Quarta Semana Elias José está acontecendo à exposição de banners com as capas dos mais tradicionais cordéis. Hoje pela manhã diversos alunos das escolas da cidade vieram visitar a exposição e eu fiz uma fala para cada turma que saiu encantada com o cordel e as possibilidades que esta literatura pode oferecer aos leitores. Os alunos do ensino fundamental e médio fizeram diversas perguntas a respeito da construção, publicação e divulgação do cordel e de muitas histórias, cujas capas estão fazendo parte da exposição na Casa de Cultura de Guaxupé.

CORDEL ENCANTA CRIANÇADA DE GUAXUPE

Durante a semana que passei em Guaxupé - Minas Gerais me impressionei, como as crianças, adolescentes e jovens se encantam com a beleza e literariedade do cordel. Fiz cerca de vinte visitas guiadas para um público de todas as idades, que pôde conhecer um pouco da história do cordel e as capas de alguns dos principais clássicos desse gênero literário e é tocante como quem não conhece o cordel fica encantado com essa literatura. Cada vez mais acredito na frase cunhada pela poetisa Cleusa Santo: “O cordel só tem dois públicos, o que o ama e o desconhece”. Obrigado Guaxupé, ao Instituto Elias José por proporcionar que o cordel seja inserido nesta festa grandiosa. Lívia através de você, agradecemos a todos os envolvidos neste evento que tornam esta cidade ainda maior e mais bonita.