sexta-feira, 28 de setembro de 2018

#DORIA TAMBÉM NÃO!



 Não posso ficar calado
Ao escutar essa escória
Querendo posar de bom
Ferindo a nossa memória
O rei da desfaçatez
Cujo nome é João Dória.

Para o povo de São Paulo
Venho pedir um favor:
Ter o mínimo de bom senso
Com o máximo de amor
E nem morrendo, eleger
João Dória governador.

O sujeito é prepotente,
Boçal, preconceituoso
Joga baixo na campanha
Por ser inescrupuloso
Tem o pior dos defeitos:
Que é de ser mentiroso.

Por um ano e quatro meses
São Paulo sofreu bastante
Deixou a cidade cinza
O riquinho ignorante.
Só nas redes sociais
Ele prefeitou bastante.

Quis botar uma ração
Misturada na merenda.
Restringiu o passe livre
Enfim só causou contenda,
O que diz em seu programa
Não passa de simples lenda.

Só vivia viajando
E cometendo loucura:
Tirou leite de criança
Cortou verba da cultura
Só não falou de vender
O prédio da prefeitura.

Além de tudo é golpista
Contudo, finge não ser
Apoiou seu Michel Temer
E agora quer esconder.
Como é cínico ele não para
De mentir e prometer.

Quem não é da capital
Leia que você descobre
O quanto é dissimulado
E não tem nada de nobre
Abraça o povo na rua
Mas sempre detestou pobre.

Botou imagens de creches
Feitas no exterior
Largou a cidade às moscas
O João "trabalhador"
Que em Campos do Jordão
Também já foi invasor.

João Dória não tem palavra
Tampouco convicção.
Quis dá um golpe no Alckmin
Porém sua traição
Mais descarada já fez
Com toda população.

Ele só quer o poder,
Mas não sabe governar
Pois as filas da Saúde
As quais prometeu zerar
Quem recorre aos hospitais
Diz que fez foi piorar.

O sem teto e o mendigo
Sofreram tanta agressão.
Professores apanharam
A mando de sua gestão
Sem contar as falcatruas
Chamadas de doação.

São Paulo exige mudança,
E um verdadeiro gestor,
Sem cair mais na conversa
Do João enganador
Que não soube ser prefeito
Quanto mais governador.

Varneci Nascimento
São Paulo, 20/09/2018

segunda-feira, 10 de setembro de 2018

RECEBENDO O TROFÉU ARTE EM MOVIMENTO


Todos sabem o quanto é difícil viver de cultura no Brasil, mas felizmente os artistas não desanimam, ao contrário, fazem da dificuldade um combustível essencial para continuar na luta. Vez por outra recebemos estímulos importantes para que continuemos na peleja diária, como o evento da entrega do Quarto Troféu Arte em Movimento, concedido pelo Sarau Amparo Literário. Só tenho a agradecer ao Alba Atróz pela indicação porque é sempre causa de alegria estar ao lado de pessoas como Ni Brisant, Cacá Lopes, Marah Mends, Oliver Oliveira, Costa Senna, Gilvan Miragaya e tantos outros. Foi um evento primoroso digno de muita admiração.




terça-feira, 14 de agosto de 2018

LITERATURA MARGINAL NO COLÉGIO PADRE ANTÔNIO VIEIRA


Ontem junto com o Ferrez e o Mauricio DTS, na produção Denis Lacerda, fizemos mais um LITERATURA MARGINAL para cerca de 300 alunos no colégio Padre Antônio Vieira, em Santana. Foi um evento maravilhoso, regado com muita literatura e música com a participação ímpar dos alunos que o tempo inteiro colaboraram com silêncio e perguntas inteligentes. Mais uma vez ficou claro que a juventude é avida por coisa boa, o que falta é o poder público investir mais e melhor. A recepção dos alunos foi encantadora porque o tempo inteiro reagiram as colocações feitas por a gente. Ferréz obrigado por mais uma vez me proporcionar momentos singulares como estes.







segunda-feira, 6 de agosto de 2018

POETAS LANÇAM LIVRO DE CORDEL ESCRITO PELO WHATSAPP


Muitos agourentos previram que o jornal, o rádio, a televisão e por último a internet matariam o cordel brasileiro, mas felizmente erraram em seus vaticínios, prova disso é o livro DIÁLOGO DE SANTA ROSA COM VARNECI PELO WHATSAPP que acabamos de publicar pelas Editoras Areia Dourada e Luzeiro. O livro é uma conversa em sextilha que tivemos por mais um ano, com o registro do dia e da hora em que escrevemos cada estrofe. Os poetas de cordel sempre colocaram a tecnologia a serviço da poesia e por conta disto o livro vem chamando a atenção de vários leitores. Encontrei no poeta Isaias Eduardo Santa Rosa um parceiro primordial para construirmos essa empreitada despretensiosa que iniciamos em novembro de 2016 e terminamos em maio deste ano. O livro está sendo vendido a R$ 30,00 reais com frete já incluso. Peça já o seu exemplar que mandamos para todo Brasil. Aguardamos seu pedido para se deliciar com a poesia.



domingo, 29 de julho de 2018

SOBRE A PALESTRA EM BANZAÊ


Foi indescritível, como ouvi algumas pessoas dizerem depois do evento. Se elas acharam isso, imaginem eu, pois foi memorável pisar na minha terra para falar aos meus professores sobre o cordel brasileiro. Um salão lotado, várias pessoas em pé e uma das melhores plateias que já tive durante esses 17 anos na seara do cordel. Estavam presentes vários ex., colegas de classe, minha família, além de autoridades e pessoas amigas em geral.
A minha ida a Banzaê era esperada tanto por mim quanto por muitas pessoas e agora tendo Sinhaginha a frente da Secretaria de Educação isso se tornou possível porque a prefeita Jailma Dantas acolheu com carinho a ideia dela e de muitos professores que pediam este encontro. Sou grato a todos que acreditaram no meu trabalho e na possibilidade de mostrar que “Banzaê é terra de valores humanos”.
Cada apresentação antes da palestra foi um show a parte, porque se evidenciou a cultura indígena, quilombola, a quadrilha, a música e o teatro, enfim foi realmente algo para ficar para sempre em nossas histórias. De modo que, depois de tudo isso, a única palavra que me vem como forma de agradecimento aos presentes e envolvidos pelo bem deste evento é GRATIDÃO.
Depois farei postagens específicas sobre alguns destaques dentro do acontecimento.





















quarta-feira, 13 de junho de 2018

VARNECI NASCIMENTO LANÇA MAIS UM LIVRO


O escritor Varneci Nascimento está lançando o livro PARA REFLETIR E GARGALHAR, mesclando poemas engraçados com aqueles mais engajados, seu lado ainda pouco conhecido em sua obra. A publicação é das editoras Areia Dourada e Luzeiro. Abaixo segue a sinopse do livro:

"O traço essencial do poeta Varneci, em sua produção no cordel, está na crítica dos costumes, nos conselhos e reflexões morais, na religiosidade singrada pelo cristianismo, na luta social, nas histórias rurais, no humor e em lides da historiografia. Acostumado a apresentar-se para o público, utilizando-se de uma expressividade genuína, sem artificialismos, tem declamado poemas curtos que navegam por esse mar de experiências textuais. Muitos dos poemas deste livro já foram apresentados oralmente, quando ganham vida para além do papel."

COMO ADQUIRIR SEU EXEMPLAR?
Com o autor: varneci@gmail.com WhatsApp 11 9 8452-0744
Nas bancas: Banca Curva Rua Dr. Cesário Mota Junior, 340
Banca do Nilton: Ao lado metrô Anhangabaú na parte de cima
Nas editoras:
Areia Dourada: editoraareiadourada@gmeil.com







terça-feira, 22 de maio de 2018


CORDEL NA BANCA CURVA

Amantes do cordel São Paulo acaba de ganhar mais um ponto de vendas do cordel, é a BANCA CURVA, localizada na Rua Dr. Cesário Mota Junior, 340, na esquina da rua General Jardim, na calçada da Biblioteca Monteiro Lobato. Agora quem aprecia o cordel tem mais esta opção que chega para ficar como espaço democrático e criativo. Deixei além de cordéis de minha autoria, alguns clássicos como o Pavão Misterioso e O Cachorro dos Mortos. Quem ainda não conhece o espaço vale a pena chegar junto para bater um papo com o Rodrigo Motta, conhecer o trabalho de muitos escritores e artistas independentes, entre eles eu, o menor entre os maiores. A BANCA CURVA funciona de terça a Sábado das 13 as 19:00 horas.





sábado, 10 de março de 2018

LANÇAMENTO DO CORDEL SOBRE DONA YAYÁ








Ontem fiquei muito feliz com o lançamento do Cordel DE SEBASTINA A DONA YAYÁ na Casa de dona Yayá localizada no Bixiga. Em torno dessa obra e da presença da mulher no cordel brasileiro, se reuniram as pesquisadoras Fanka Santos (UFCA) e Rosilene Alves de Melo (UFCG), juntamente com o professor Paulo Iumatti. É bom ver uma obra repercutindo dessa forma e oxigenando a formação de um público leitor, além de possibilitar que mais pessoas possam conhecer a trajetória de Dona Yayá, cuja história precisa ser cada vez mais divulgada. O cordel será distribuído gratuitamente, por isso quem passar pela Rua Major Diogo, 353, entre na casa de dona Yayá e pegue o seu exemplar para agregar mais cultura a sua vida. Registro meus agradecimentos a todos, a professora Monica Junqueira, Gabriel e Cibele e a poetisa Cleusa Santo.

segunda-feira, 20 de novembro de 2017

LANÇAMENTO DO ALZHEIMER VS JUÍZO

Após o lançamento de um livro, só temos uma coisa a fazer: agradecer a Deus, e no meu caso a minha parceira EdiMaria, aos nossos familiares que nos apoiam, aos amigos e amigas que deixam tudo para nos prestigiar. Outros artistas que descem do palco e viram plateia. Minha gratidão a todos que compareceram no sábado para nos ver, aplaudir, comprar o livro, participar do coquetel, enfim passar três horas juntos de muita alegria e congratulação. Minha eterna gratidão a todos e todas que foram nos abraçar e até os anônimos que nos aplaudiram e participaram conosco. Muito obrigado!!!
PS. Não citei nomes para não ser injusto.